sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

Vintage Trip: São Paulo

VintageGuide

A segunda e última parada da nossa Vintage Trip foi São Paulo, como tardo, mas não falho, aqui estou para contar todos os detalhes dos dias na cidade. Para começar ficamos em um hotel na Rua Augusta, e se você vai pra lá, a dica é ficar nessas redondezas porque assim você fica perto de tudo, ou quase tudo. A Augusta, já é conhecida pelos seus points na noite, barzinhos, dentre outras coisas. E como diz a clichê, mas verdadeira frase: “A Augusta nunca dorme.” Além disso, na própria rua você pode encontrar várias lojas bacanas repletas de achados LUZ durante o dia. A primeira que encontramos foi logo no dia da nossa chegada, o nome da loja é endossa e funciona como uma espécie de coletivo de marcas e estilistas, foi lá que encontrei os melhores achados de São Paulo. Outro local na própria Augusta que você tem que passar obrigatoriamente é a Galeria Ouro Fino, que fica pertinho da Oscar Freire, os dois lugares também possuem muitas lojas bacanas que atendem a todos os gostos e merecem a visita.

VintageGuide

VintageGuide

Os Óculos e os lenços de caveira que usamos na foto são achados na Endossa.

VintageGuide

O Chapeu e óculos também foram da Endossa e abaixo mais achados da loja.

VintageGuide

Dicas para a noite: No nosso primeiro dia em São Paulo, tivemos a “sorte” de pegar a noite mais fria no mês de novembro dos últimos 32 anos, segundo notícias nos jornais e internet. A temperatura era de nove graus, ou seja, agasalhos pra que te quero, não é mesmo? Sortudos, ou não, resolvemos sair para um barzinho na própria Rua Augusta. O bar Athenas já fica próximo à Paulista e tem um ambiente bem bacana e super aconchegante, especialmente se você fica lá dentro, com inteira proteção do frio. No segundo dia, conheci o Inferno, um bar/boate que também fica na própria Augusta. No dia em que fui tocaram clássicos do Grunge (e até fugiram um pouco do tema tocando punk rock e outros ritmos que saíram um pouco do foco). Outra dica bacana para a noite, é o Jam, um restaurante com música ao vivo que fica em Jardins. Fui em um domingo e vi toda a LUZ da banda Staten por lá.

VintageGuide

Voltando às nossas aventuras durante o dia, também conhecemos a Rua Teodoro Sampaio, que é dica ideal para quem quer comprar instrumentos musicais. A rua é imensa e você provavelmente vai precisar de um dia todo para se perder no meio de todas as guitarras, baixos, baterias, teclados, acessórios e afins.

VintageGuide

Depois da Teodoro Sampaio, fomos enfim à Galeria do Rock, que deixou a desejar no quesito “peças raras”, a maioria das peças que vimos por lá foram objetos comuns que  você acha em qualquer lugar, mas claro, têm muitas coisas que valem a pena, como por exemplo os vinis (e  já aviso desde já: quem quiser vinil, leve uma boa quantia em dinheiro). Ainda assim, faça a visita. Outra dica é o bairro da Liberdade e a Feirinha da Benedito Calixto, esta última repleta de achados vintages, como telefones antigos, pôsteres, óculos, anéis, dentre outras coisas. A feira acontece todos os sábados, das 9 às 19 horas. Por último, não deixe de passar nos brechós da Augusta e dar aquela garimpada, quem sabe você dê sorte e encontre algum achado super raro. A rua é repleta desses estabelecimentos e a medida que você vai andando você já encontra várias placas indicando os brechós.

VintageGuide

Dica de passeio: Não esqueça jamais de ir ao Parque Ibirapuera em São Paulo, vale cada minuto da visita, o lugar é o mais bonito que vi na cidade:

VintageGuide

VintageGuide

VintageGuide

VintageGuide

VintageGuide

E aí, o que acharam da nossa Vintage Trip?

11 comentários:

Eduardo Gomes disse...

Da ultima foto é o Patrick P. dos Coisas que me distraem?

hivyla disse...

Joicy,onde que tu comprou essa bolsa com estampa da bandeira da Inglaterra ? MUITO LINDA

Joicy Muniz disse...

É o Patrick sim, Eduardo! :)) Hivyla, comprei na Galeria do Rock em SP mesmo. ;*******

Leandra disse...

ia comentar da bolsa tb! eu gostei tb daquela outra de fita k7 (é uma bolsa né?) Pena q essas coisas n da pra comprar online =((
Bjs.

Joicy Muniz disse...

Leandra, a de k7 é da Patrícia, foi na Endossa, e tambem tinha de vinil (pensei até em comprar), mas daí preferi da da Inglaterra. :~~ Vou ver se encontro sites com produtos parecidos pra indicar por aqui, deixa só passar a loucura desse final de semestre que vai tudo voltar ao normal e ainda terão umas surpresas LUUUZ! hahaha (dica!) ;*********

Leticia disse...

Qual o hotel que vcs ficaram? To procurando um bacana pra ir tb ;~

Raquel disse...

Genteeem, 9 graus? *______* lhiendo!

Amei os achados da endossa, principalmente o óculos que ficou um charme em você ok?

Amei também a dica dos lugares! Já fiquei querendo entrar num brechó desses e dar uma boa garimpada!!

E muito lindo o ambiente do Parque Ibirapuera, já anotei pra não esquecer de visitá-lo :) E esse look? ahazzou! *:

ô saudade de comentar por aqui, ainda não estou inteiramente livre, mas o tempo que eu puder achar, vou gastar aqui rs!

Ana Caroline disse...

Joicy adorei o post!! Estou com viagem marcada pra SP e vou seguir todas as suas dicas LUZ, como você diz, rs. Sonho em conhecer a Galeria do Rock e a Augusta, agora sabendo dos brechós não deixarei de ir.
Só tenho uma dúvida, os brechós ficam abertos dia de semana pela manhã tbm ?
:*

Naiane Lima disse...

Nossa o post e os look.... E a bolsa com a estampa da bandeira da Inglaterra; NO COMENTS!
Tá td LUZ como sempre!
Bjux linda!!!

Doomer disse...

:)

Joicy Muniz disse...

Letícia, ficamos no Braston Inn na Augusta mesmo, porque daí ficávamos mais perto de tudo por lá, dá uma olhada no decolar.com que você vai encontrar uns preços bem bacanas, sempre tem uns pacotes bem luz por lá. Ana, os brechós abrem sim pela manhã, só que não ficam abertos até tarde não, então o melhor horário pra você passar por lá é justamente pela manhã mesmo. E se joga na "garimpada!" hahaha ;*******